O Coronavírus pode afetar sua empresa ou o mercado de seguros?

A resposta é sim. Desde o final de 2019, noticiários de todo o mundo só falam do surto do Coronavírus, que teve início na cidade de Wuhan, na China e hoje está se espalhou por diversos lugares do mundo. A Organização Mundial da Saúde estima que a China registrou um total de 77.780 casos de Coronavírus, incluindo 2.666 mortes. O número de casos está crescendo de forma mais lenta na China, mas fora do país, existem hoje 2459 casos em mais de 28 países e já contabilizaram 34 mortes.

Em meio aos acontecimentos, companhias de diversos segmentos já anunciaram o fechamento lojas em países atingidos, cancelaram viagens, colocaram executivos em quarentena e adotaram o sistema de home office para evitar a aglomeração de pessoas. As companhias aéreas estão suspendendo voos para o país e até a indústria de entretenimento sente os impactos com o fechamento de cinemas e parques nas regiões próximas afetadas.

A principal orientação para todos os públicos, e principalmente para o mercado de seguros, é estar bem informado sobre o que se compra e o que se vende. Grande parte dos seguros viagem, por exemplo, não cobrem epidemias, caso em que se encaixa o Coronavírus. Dependendo da companhia, ela pode oferecer o atendimento inicial em caso de suspeita da doença, entretanto, a incidência de uma epidemia no destino da viagem pode não estar entre os motivos que justifiquem o cancelamento da viagem. Nesse caso, a recomendação para os segurados é que verifiquem as condições de suas apólices e tirem todas as dúvidas com o seu corretor.

Com a disseminação do vírus, o cancelamento de festas e festivais pode acontecer com mais frequência, sendo assim, o setor de eventos também precisa estar atento. Tanto os organizadores quanto as corretoras precisam ter atenção à apólice, principalmente no que se refere às cláusulas de cancelamentos.

A dica para enfrentar qualquer crise ou epidemia é orientar a equipe sobre todos os produtos ofertados, estudando cada cobertura disponível, para que o segurado seja bem instruído sobre o que terá ou não direito em uma possível necessidade.

Deixe uma resposta

Close Menu